12 de setembro de 2009

Busão Interestadual


Passar aperto daqui pra li é mole. Quero ver encarar 6 horas de chão rodoviário, apertado em um ônibus convencional. Hora é gente gorda de mais que ultrapassa os limites da poltrona, hora é dupla de mulher que matraqueia o tempo inteiro e impede o soninho tão necessário pra encarar a viagem, hora é gente que dorme... E ronca. O que também atrapalha o descanso dos demais...

Mas a viagem no final do feriado de 7 de setembro, ultrapassou todos os limites aceitáveis do caos... O sujeito que veio do meu lado, não bebeu muito, bebeu TUDO!

Estava já acomodado na minha poltroninha de janela, cortininha fechada, os carneirinhos já pulando devidamente o cercado... Quando olho pro corredor, vem um gambá, cambaleando, procurando o número da cadeira, com uma dificuldade senil para quem tinha uma aparência tão jovem.

Nessa hora a gente reza pra tudo que é santo: “Do meu lado, não. Do meu lado, não”.

Mas foi do meu lado que ele se sentou. Dia de sorte! Oba!

Nos primeiros 5 minutos já estava sufocado com o cheiro: era gambá. Aqueles gambazões mesmo que entornam todas no feriado e esquece até de tomar banho, sacou?! O futum era demais.





Procurei a saída do ar condicionado, e sem nem fazer cerimônia, virei tudo pra cima de mim: questão de vida ou morte, minha gente! Quem é que agüenta 6 horas de apnéia?! Só assim pra agüentar aquilo.

E quem dera fosse só o cheiro o problema... Na primeira hora de viagem, o sujeito jogou a mão na minha coxa, deu porrada na minha cabeça, caiu com a cabeça dele no meu colo... Eu estava só esperando o vômito para dar uma surra no cretino. Não veio, graças à Deus! Cada vez que ele vinha se espalhando, dava-lhe um safanão...Mas e daí?! Bêbado fica anestesiado, acho até que ele se sentiu mais confortável, como quem recebe cafuné...

De repente, consegui um cochilo. Nada de inhaca, nada de porrada... Peraí que esmola demais o santo desconfia... Olhei pro corredor, lá estava o sujeito estirado no chão. Dormindo como se estivesse na cama dele.

Eu? Fiz cara de menino feliz, claro.
Acho que ao comprar passagem, a gente tinha que preencher na guia: altura, peso, nível de sangue no álcool, problemas de apnéia do sono, sonambulismo e coisas do gênero e reservar a esse pessoal um lugar longe dos seres mais normaizinhos (como eu que preciso viajar tranquilo pra trabalhar no dia seguinte). Porque pior que o cansaço da viagem é passar de 15 em 15 dias esse problema de incógnita de vizinhança em busão interestadual.
Ah, isso mexe com a saúde de qualquer um!


Com ajudinha de Fê Freitas

8 comentários:

danielblanco disse...

hahaahahha!!
Meu primeiro post. OBA!!
Mas que sufoco. rs

Fernanda Freitas disse...

Quem manda arrumar namorada longe. Agora güenta futum... Agora essa coisa que mulheres falam de mais nas viagens, isso é intriga da oposição. kkkkk

Ma disse...

Apoiado... A gente só fala um pouquim!!! Escreve bem, hein neguinho?!

Lulu® disse...

Ngm merece gente assim.. opa lembrei de um episodio de busão.
Big Beijos

Rô Castro disse...

Oi
Descupe-me descordar mais ninguém é tão normal...e vc atraiu o homem-gambá com força do pensamento..
(observe bem :quando justamente a gente quer alguém longe é aí, que ela se aproxima ,principalmente no coletivo tipo assim :e lá vem aquela gorda espero, que não sente ao meu lado) pior que ela senta...Pensamento é tudo..
rsrs.

abraços

Magui disse...

Pelo menos, ficou a idéia que se poderá jogar um gambá desses, com uma cotovelada, para o corredor, mais cedo!Nem fala!!!

Mundos Paralelos JM disse...

Nem tudo está perdido.
Ontem, um homem entrou no 284 e a deixa para chamar nossa atenção foi o fato da trocadora exigir R$0,05 centavos para que ele pudesse trafegar no busão. A passageira da primeira fila lhe deu o valor e a partir daquele momento, o discurso foi iniciado. Ele era ex-tudo que você possa imaginar. A esposa estava tratando-se num hospital público e ele cristão, como era, agradecia a Deus pelo fato de estarmos ouvindo seus lamentos.
E ouvindo seus relatos, senti a presença do Espírito Santo. Sabe aquela sensação de que Deus está agindo em sua vida? Justamente, senti esta presença. Ele veio em minha direção, agradeceu a atenção dispensada e disse que são poucas as pessoas que o escutam sem se preocuparem que Deus possa estar agindo através dele. Muitos nem o olham, pela aparência e por ser negro.
Talvez não tenha sido o seu caso ou tenha, mas que fique claro: Muitas vezes, Deus age sobre nós e seguer percebemos.
Abraços

Engraçadinha disse...

Muito legal o post Daniel!
Eu rolei de rir aqui com sua oração: Do meu lado não! Quem nunca rezou assim no ônibus interestadual q atire a primeira pedra.
Cara, tenho uma receita sem álcool pra te deixar tão sonado quando o bebum q sentou do teu lado. TENHA FILHOS! Vc vai viver dormindo.
Não haverá conversa de comadre, ronco de vizinho, nada q te impeça de dormir.

Pior foi meu digníssimo q ganhou uma cantada de um gay, q queria lhe dar uma chupadinha no trajeto. Q q é pior?

ŒŒ• Free Blogger Templates Autumn Leaves by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP